c Trambolhão

terça-feira, março 03, 2009

Gosto de sentir as lágrimas a deslizar pelas minhas pestanas,
De passar os dedos por elas e torcê-las,
Dobrá-las, trocar-lhes as voltas,arrancá-las.
A última lágrima escorre pelo meu nariz, dobra a minha face, curva os meus lábios,
Entra na minha boca,
Desce pela minha traqueia,
Penetra nos meus músculos,
Para enrijecer a minha carne,
E torná-la salgada e seca, como a pele curtida ao sol no verão.

1 Comments:

At 5:24 da tarde, outubro 23, 2009, Anonymous Anónimo said...

muito bom

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home