c Trambolhão: “Ensaio sobre a Cegueira”

segunda-feira, novembro 24, 2008

“Ensaio sobre a Cegueira”

Numa sociedade que atravessa tempos incertos e condições económicas adversas, os políticos portugueses, ao que parece inspirados pelo novo filme baseado na obra de José Saramago, adoptaram como principal função instalar a “cegueira” nos seus eleitores.

Em Portugal, a política não desperta paixões, ao invés sente-se o frio de um cinzento bocejar colectivo, que leva os principais políticos a abrigarem-se na sua cadeira do poder. É um rodopio de ministros a bater portas, um Primeiro-Ministro que se preocupa apenas com que os números batam certos, um Presidente da República que é uma sombra do que já foi no passado e uma oposição demasiado fragmentada.

Inatingíveis, a todos falta charme, confiança, ou até mesmo instinto fatal. Com um poder de sedução reduzido, a única esperança que encontram é instaurar uma cegueira colectiva, que feche os olhos às dificuldades económicas e sociais que sente e aceite que a culpa é somente da “crise”.

Um Obama à portuguesa se calhar trazia algum dinamismo à cena. Era preciso ver multidões em volta do Marquês de Pombal, não porque o seu clube de futebol ganhou, mas sim a festejar o resultado das eleições. Mas para isso acontecer era necessário acreditar e ver. Não é com eleitores cegos e iludidos que se consegue alguma coisa.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home