c Trambolhão: Março 2007

segunda-feira, março 26, 2007

Bati com a cara no chão.
Literalmente.
Parti o queixo, o maxilar, três dentes e desgracei o meu futuro na indústria televisiva de soap operas.
Fui aos melhores especialistas.
Dei tudo por tudo, gastei a herança.
Perdi a esperança.
Hoje apresento a Arca de Noé, programa reeditado com novo formato.
E normalmente perguntam-me se sou o homem elefante.

sexta-feira, março 16, 2007

O Karma das Ex

Nos últimos tempos a minha vida amorosa resume-se a conhecer pessoas que sofrem desesperadamente a ausência das suas ex-namoradas. Repito, passo minutos preciosos do meu tempo a ouvir histórias do género: porque ela, a ex, tinha um sorriso assim ou assado, porque ela era a mulher mais bonita que conheceram na vida deles, porque ela lhes quebrou o coração, blá blá blá... Será impressão minha, ou Portugal passou a ser um reino habitado por homens que em vez de esperarem a vinda de um Dom Sebastião enevoado, perdem dias e noites à espera da musa encantada que perderam e não sabem como voltar a encontrar?
As ex, as ex, as ex... Porque a ex é, sem dúvida alguma, a mulher com quem se identificaram mais e com quem partilharam momentos inesquecíveis e fantásticos. A dúvida assalta-me de imediato: se a sua existência foi realmente real é uma treta porque podemos encontrá-la no meio da rua e o terramoto instala-se. Por outro lado, se foi irreal como competir com criações virtuais e perfeitas? Ui, o dilema instala-se.
Eu própria sou a ex de alguém e compreendo o trauma dos meus exs (brincadeirinha:), agora meus queridos, não posso deixar de dizer isto: lá por ser simpática e boa ouvinte, dispenso comentários do género e afins, porque se 2 é bom, 3 é sempre demais. Já sei que os rapazes que leiam isto, já estão a pensar que não, que 3 é óptimo, mas para mim não, obrigada.
Talvez devesse abrir um consultório sentimental. Acho que era boa para isto. Vou começar a pensar nesta hipótese a sério. Aceitam-se inscrições de mais raparigas que sofram do mesmo karma.
Ah, e estou a pensar começar a organizar excursões aos mosteiros. Ali deve ser fácil encontrar rapazes sem ex-namoradas e passados amorosos demasiado intensos. O pior é se depois recebo um raio fulminante do céu porque ando a distrair a rapaziada:)

Bem, divirtam-se e bom fim-de-semana!

:)

Está um dia lindo!
E o ar sopra fresco.
Os sorrisos abrem portas,
As noites prolongam-se até mais tarde,
A areia convida a divagar.
Apetece-me mesmo ir à praia.

terça-feira, março 13, 2007

Sonhos*

Tá de chuva, pois tá.
Atira o chapéu de chuva ao ar e deixa que ele se abra em pleno voo, como se fosse um pára-quedas.
Se ele aterrar em cima da tua cabeça, todos os teus sonhos se irão realizar.
Envia esta mensagem para 15 pessoas. Ou melhor para 15 blogs diferentes.
Se isto não acontecer estamos todos tramados.
E isso não é nada bom.

domingo, março 11, 2007

E então aqui vai:

7 coisas que detesto (esta é dificil depois de 4 horas de sono sofridas)

- que me acordem de manhã ao fim-de-semana com toques, sms, despertadores (tudo culpa minha que me esqueço de desligar a trapalhada electrónica toda) e eu não consiga pregar mais o olho porque resolvo pensar no infinito;
- uhm, que me desliguem o telefone na cara (eu explico melhor, no outro dia tive de fazer alguns inquéritos via telefone e desligavam-me o telefone na cara várias vezes, o que me deixou piursa!)
- detesto filas de trânsito e só me apetece acelerar com o meu pé esquerdo sem parar,
- detesto limites de velocidade, especialmente aqueles ridículos da 2ªcircular :) (espero que ninguém da PSP leia isto)
- detesto chefes estúpidos e prepotentes;
- detesto pontos finais, gosto mais de vírgulas, de trocar, de mudar;
- detesto "detestar", gosto mais de "gostar"

E agora 7 coisas que eu faço muito bem!:)

- apanhar coelhos espertalhões
- escrever aos trambolhões
- descascar limões
- jogar ao peixinho e ir aos casinos
- arranjar pares amorosos entre desconhecidos no metro
- enrolar esparguete no garfo e
- rasgar todos os papelinhos a que deito a mão

7 coisas que me atraem no sexo oposto (esta é complicada também):

- sensibilidade, sensibilidade e mais sensibilidade (toneladas, resmas:)
- capacidade para dar uma espontânea gargalhada
- ai, a ternura... (suspiro)
- a originalidade
- a inteligência
- a empatia silenciosa
- que mostre quando tem ciúmes (eu sou mazinha, vá eu reconheço)

7 coisas que eu costumo dizer:

- sei lá!
- oh pá
- não sei...
- não quero saber...
- onde é que está o meu carro
- onde é que estão as minhas chaves de casa
- que miséria:)
- não me lembro de mais nada (podem ajudar os amigos, mas com palpites razoáveis, vá lá)

Até amanhã, esta foi realmente uma prova dificil quando se tem 4 horas de sono a menos.
Talvez amanhã venha cá mudar algumas coisas..

Tuc Tuc

segunda-feira, março 05, 2007

Joaninha voa voa


A joaninha pousou no seu ombro e abriu as asas, como que a dizer "Olá, chamo-me Joana, tenho 27 irmãos, 80 primos e uma esperança média de vida de 5 dias". O Vasco sorriu e encolheu os ombros, para vê-la saltar.

"Joaninha voa, voa, que o teu pai foi para Lisboa", cantou ele baixinho para as pintas pretas. Sim, porque os seus óculos de lente grossa, como vidro garrafão, só lhe permitiam distinguir manchas de cores berrantes, meio turvas e oleosas, em vez de formas concretas e definidas.
E zás, quando tentou agarrar a mancha disforme com a sua mão pequenina, ela voou. Para Lisboa talvez?

Sim, não há tempo a perder. O Vasco correu a apanhar o avião, para chegar a horas ao encontro que tinha marcado com a joaninha na esplanada da Graça. Mas ups, o avião acabou de ser desviado por piratas do ar e foi parar a Marrocos. O nosso herói foi visto pela última vez perdido no deserto, à procura dos seus óculos garrafão em dunas intermináveis de aguarelas amarelas sem fim.

Moral da história: Quanto mais depressa, mais devagar.

domingo, março 04, 2007

Missi Missi

Missi, Missi!!!
O que foi?
Vem cá depressa minina.
Você acabou de ganhar o Euromilhões.
Tá contente?
............. Cê está louca. Onde cê viu isso?
Na Tevê dizia: Missi Missi nova milionária mundial.
Jura!
Juro, Missi.
E o ticket onde está? Jogou fora?
Está na boca do cachorro, safado!
Sai danado! Larga, senta!
Missi Missi deitou a cabeça no colo da Suzete e quebrou prostrada, como se fortes dores de barriga a assaltassem de imediato.
Quem mandou você adoptar cachorro vira-lata? Não tem pedigree, não reconhece o cheiro do $.
... Cê é muito boba Missi.

Moral da história: cachorro vira-lata não tem lugar em moradia chique.